sexta-feira, janeiro 14, 2011

Começar a fazer: descubra suas vocações e aprenda que é possível fazer mudanças



alebarreto@gmail.com


"Todo mundo, algum dia, vai pensar em começar a fazer algo que deseja.

(...) Mesmo sem saber direito o que significava trabalhar com uma nova atividade profissional, comecei a usar o que aprendi no curso de Administração de Empresas para trabalhar com arte, comunicação, cultura e entretenimento. Essas e tantas outras áreas, como turismo, eventos, patrimônio histórico, moda, gastronomia, etc. precisam de produtores executivos, produtores culturais e gestores culturais. Pessoas criativas que gostam de desafios e de realizar. Gostam de trabalhar em equipe. Gostam de processo e de resultado".


Isso que você acabou de ler são dois trechos do meu novo livro "Começar a fazer: descubra suas vocações e aprenda que é possível mudar". Nele não há regras milagrosas, conselhos definitivos e nem planos infalíveis.

Este livro é um apanhado dos primeiros anos do meu empreendimento e um panorama sobre o que é o trabalho de produção, visto sob vários ângulos.

Como não tenho data ainda definida para sua publicação, compartilho aqui com você informações que poderão contribuir com seu processo de decisão ("devo ou não trabalhar com produção?") e com seus primeiros anos de trabalho. Pessoas com experiência também poderão refletir sobre suas práticas.


O que é produção?

Antes de mais nada, é importante você relembrar o que é um conceito.

Um conceito é a formulação de uma ideia por meio de palavras. Desta forma, os conceitos não são verdades absolutas. Os conceitos são formas de pensar e estão sempre em disputa.

Há inúmeras disputas em torno do conceito de produção cultural. Abaixo seguem alguns conceitos que ajudei a construir (minha disputa) e conceitos que considero muito relevantes (ajudo quem criou estes conceitos em sua disputa).


- Definição formulada pelo Produtor Cultural Independente e escrita na Wikipédia

- Curso "Produtor Cultural: quem é este personagem?" no site do programa "Produzir para valer".

- Capítulo II do livro "O Avesso da Cena: Notas sobre Produção e Gestão Cultural" de Romulo Avelar, lançado pela DUO Editorial.


Exemplos de atividades de produção cultural

Atividades de organização de shows, exposições de arte, montagens teatrais, stand-up comedy, espetáculos de dança, encontros literários, exibição de filmes, programas de TV, programas de rádio, produção de conteúdo para blogs, produção de conteúdo para internet, projetos que contemplem arquitetura, patrimônio, artes, antiquários, artesanato, design, moda, cinema, música, artes híbridas, artes performáticas.

Organização e gestão de carreiras artísticas (também conhecidas como carreiras criativas), gestão de indústrias criativas e pesquisas nos campos da economia da cultura e de políticas públicas de cultura podem ser realizadas por pessoas com formação em produção cultural.


O que é um produtor?



- Vídeo "O que é um produtor cultural?" feito pra o curso de CST em Produção Cultural no IFRN, pelos alunos Amanda Karoline, Arthur Morais, Carla Mariane, Lucas Cavalcanti e Yasmim Gouveia (disponível em http://youtu.be/08FDoiadZiI)


- Voz da Experiência: Para Tatiana Zaccaro um bom produtor cultural tem que ser desinibido, matéria de Lauro Neto publicada na seção de educação do Jornal O Globo. Tatiana Zaccaro é graduada em jornalismo com MBA em Marketing e gerente de negócios da Fagga Eventos, empresa que organizou a XIV Bienal Internacional do Rio de Janeiro.


Porque fazer produção?


- Vídeos de depoimentos de profissionais no site Produção Cultural no Brasil, projeto executado pela Beijo Técnico Produções Artísticas, Garapa Coletivo Multimídia e FLi Multimídia, em parceria com a Azougue Editorial. Uma realização da Casa da Cultura Digital e Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, com orçamento obtido via Cinemateca Brasileira e Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC).


Como iniciar?




Panorama do mercado

- "O produtor cultural do século 21" no Blog Acesso do Instituto Votorantin, texto da jornalista Priscila Fernandes


Quem mais contrata?

Empresas de eventos

Empresas de feiras e entretenimento

Empresas que fazem produção de projetos via leis de incentivo à cultura

Pessoas e empresas que organizam atividades de cultura como recurso em programas, projetos e ações de responsabilidade sócio-ambiental, educação, saúde, esporte, promoção da cidadania, direitos humanos e bem estar

Artistas, empresários e agentes artísticos

Espaços culturais

Uma boa noção sobre a diversidade do campo profissional pode ser percebida no conteúdo disponibilizado no site do projeto "Produção Cultural no Brasil" http://www.producaocultural.org.br/


Estimativa de remuneração


Salário inicial

R$ 1.800,00 (20 horas semanais)
(fonte: prof. Luiz Guilherme Vergara, da UFF, no Guia do Estudante)


Salário para profissionais com experiência

de R$ 8.000,00 a R$ 15.000,00
(fonte: Tatiana Zaccaro, graduada em jornalismo com MBA em Marketing e gerente de negócios da Fagga Eventos na matéria Voz da Experiência: Para Tatiana Zaccaro um bom produtor cultural tem que ser desinibido)

Comentário sobre estas informações de salário: a maior parte dos produtores culturais no Brasil não trabalha formalizado, seja com carteira assinada, seja com empresa registrada. Um percentual muito pequeno de profissionais ganha acima de R$ 5.000,00.
(fonte: Alê Barreto)



Onde estudar?



Processo de formação da profissão no Brasil

Preocupados com a ausência de políticas de formação de pessoal em organização cultural (noção que também abrange a formação de pessoas para produção cultural), pesquisadores do Programa de Pós-Graduação Multidisciplinar em Cultura e Sociedade da Universidade Federal da Bahia, sob orientação do Prof. Dr. Antonio Albino Canelas Rubim, realizaram um importante mapeamento sobre a formação em organização cultural no Brasil, disponibilizado de forma livre em 2010 através do site http://www.organizacaocultural.ufba.br/

Outro importante estudo é "Profissionalização da organização da cultura no Brasil: uma análise da formação em produção, gestão e políticas culturais", tese de doutorado de Leonardo Figueiredo Costa, concluída em 2011.

Para pesquisar esta tese no Sistema de Bibliotecas da UFBA:

Costa, Leonardo Figueiredo. Profissionalização da organização da cultura no Brasil: uma análise da formação em produção, gestão e políticas culturais / Leonardo Figueiredo Costa. - 2011.

A formação do produtor cultural foi discutida também em 2011 no Encontro Nacional de Produção Cultural, uma iniciativa de alunos do curso tecnológico de produção cultural do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

3 comentários:

UMA ALTERNATIVA EM CHAPADA DOS GUIMARÃES-MT disse...

SALVE ALÊ ,
ESTOU NESTE MOMENTO NA MINHA VIDA...MUDANÇAS.
TENHO 53 ANOS E MUDEI POUCAS COISAS EM MINHA VIDA, POREM NUNCA FIZ NADA QUE QUERIA.
ESTOU EM UMA OFICINA DE AUDIOVISUAL...PENSO QUE É HORA DA MUDANÇA.

FELIPE DESIDERIO

LAIS VIANA disse...

oie, td bem preciso de uma visao mais profissional sua eu to com 23 anos fiz 4 semestres de adm, e tranquei. Estou pensado em fazer um tecnico pois preciso de um emprego urgente.. de grana.. e me interessei por PRODUÇAO CULTURAL. oque tem tdo a ver comigo. QUAIS SAO REQUISITOS, TEM QUE TER UM MESTRE PRA INDICAR E TAL.. ou nao, da pra uma pessoa que nao conheçe nigeum do ramo fazer..?
desde ja agradeço atençao...
obrigado

D'Moura Ildo de Moura disse...

Olá...
Bom dia...
-Somos uma banda independente, sou baterista,vocalista, e também faço os contatos.
-Usamos as redes sociais, e-mails...
-Eu gostaria de aprimorar nosso texto de apresentação para quem vai comprar nossos shows...
Existe alguma literatura específica em que eu possa me basear para construir um texto enxuto, eficiente, objetivo?
-Grato por sua atenção.

Ildo de Moura.