quinta-feira, agosto 06, 2015

O escritório Cesnik, Quintino e Salinas Advogados, a Animus Consult e a Editora Brasileira lançam o "Manual do Patrocinador"







Por Alê Barreto*
alebarreto@gmail.com


Era 2002 e lá estava eu no Google tentando achar alguma coisa ao redor da palavra "patrocínio". Uma das primeiras missões que eu assumi para começar a trabalhar no setor cultural foi tentar captar recursos para um projeto. Como várias pessoas, eu pensava: "me comunico bem, o projeto que vou apresentar possui uma lei de incentivo que permite que o patrocinador utilize parte dos seus impostos devidos para patrocinar, é só uma questão de persistência". Não era. Há mais mistérios entre o patrocinador e um projeto do que julga nossa vã filosofia.

Continua sendo um desafio captar recursos. Aliás, esta definição "captar recursos" já está assumindo novos nomes: articulação de recursos, mobilização de recursos, ativação de públicos interessados, etc. Seja o nome que for, nunca pense que captar recursos é uma tarefa fácil. Fácil é gastar recursos.

Hoje os tempos são outros. Agora vivemos o inverso. Se antes faltavam informações, hoje temos excesso de informações. O caminho é cada vez mais realizarmos uma curadoria, para realmente ocuparmos nosso tempo com informação relevante.

Um bom exemplo de informação relevante é o "Manual do Patrocinador" que o escritório Cesnik, Quintino e Salinas Advogados, a Animus Consult e a Editora Brasileira estão lançando. O livro é um mapeamento completo sobre as leis de incentivo fiscal existentes no Brasil. Incentivos fiscais são estímulos concedidos pelo governo a pessoas físicas e jurídicas para viabilização de projetos culturais, esportivos e sociais de outras pessoas físicas ou jurídicas, por meio da destinação de parte de seus impostos devidos.

O objetivo do "Manual do Patrocinador" é disponibilizar para cada agente cultural uma ferramenta prática e esclarecedora sobre os diferentes mecanismos de incentivo fiscal, tanto no âmbito federal, como estadual e municipal das principais localidades do país.

Já li textos e estive em algumas ocasiões em palestras do Fábio Cesnik. Posso afirmar que ele trabalha de forma muito profissional com estes temas relacionados a projetos que utilizam leis de incentivo. Para mim o trabalho dele é uma importante referência. Recomendo a todos aqueles que estão chegando e começando a se debruçar sobre o assunto. E recomendo também às pessoas que já atuam no dia a dia dos projetos.


Os eventos de lançamento acontecerão em São Paulo, no dia 20 de agosto, e no Rio de Janeiro, dia 25 de agosto. 



EVENTOS DE LANÇAMENTO 


São Paulo 
20/08/2015 
Associação Comercial de São Paulo - ACSP 
Rua Boa Vista, 51 – Centro – São Paulo/SP 
09h00 às 12h00 


Rio de Janeiro 
25/08/2015 
Associação Comercial do Rio de Janeiro – ACRJ 
Rua Candelária, 9 – 11º e 12º andar – Centro – Rio de Janeiro/RJ 
09h00 às 12h00


O Manual do Patrocinador já está disponível para download gratuito no site www.manualdopatrocinador.com.br.


Contato: manual@manualdopatrocinador.com.br




Fonte: Comunicação do escritório Cesnik, Quintino e Salinas Advogados




************************************



Alê Barreto (ou Alexandre Barreto) é administrador de empresas, gerente de projetos, empresário artístico, produtor executivo, consultor, criador de conteúdo, professor e palestrante. Concluiu sua formação em gestão pública em cultura pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e o MBA em Gestão Cultural na Universidade Cândido Mendes (RJ). Continua estudando e pesquisando. Quer ingressar no mestrado. Gosta de desafios. Isso faz com que esteja aberto a convites, à novas oportunidades e a trabalhar em diferentes lugares. 
Saiba mais

+55 21 97627 0690 alebarreto@gmail.com

Um comentário:

marcelo cougo disse...

importante dica, AleBa! Vou ver se a moçada da Catarse banca um.