sábado, janeiro 19, 2019

Marcelo Yuka deixa um importante legado: verbos à flor a pele

Reportagem sobre o filme do Yuka no Programa Especial



Por Alexandre Barreto*


Uma das passagens mais marcantes do período em que morei no Rio de Janeiro foi ter contato com a inspiração das letras de Marcelo Yuka: as duras desigualdades sociais que assolam o nosso país.


Em cada rua do Rio de Janeiro, fosse no asfalto, fosse nos morros, estavam ali os personagens, os cenários e os dramas narrados nas músicas da primeira fase do Rappa, na qual Marcelo Yuka liderava as composições. Cheguei inclusive a morar no Vidigal e conhecer as locações e os atores do Nós do Morro que fizeram parte do clipe da música "A minha alma (a paz que eu não quero)", grande vencedor do Vídeo Music Brasil 2000 da MTV.: Melhor Clipe de Rock, Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Edição e Melhor Clipe do Ano. Um dos atores, o jovem Ramon Francisco, foi carregado por Yuka no dia premiação. É a criança de óculos que aparece no início do clipe e que todos chamam de "gigante".

Yuka, como carinhosamente e artisticamente era chamado e sempre será lembrado por todos, fui conhecer em 2012, no Observatório de Favelas, na Maré. Um cara generoso. Tinha prazer de falar com os jovens das favelas. Gostava muito de conversar. Brincalhão. Sarcástico. Mas muitas vezes ficava com o semblante sério. Dava a impressão de que ele o tempo todo estava elaborando alguma coisa que depois iria se tornar uma nova letra, uma nova música.

Para muitas pessoas, trata-se de um músico do Rappa que foi alvejado por bandidos no Rio de Janeiro e que havia ficado paraplégico e saído da banda. Mas Yuka era muito mais do que isso.

Para sorte de todos nós, um pouco antes dessa sua partida precoce, Daniela Broitman (que aparece à esquerda na foto) dirigiu o documentário "Marcelo Yuka no Caminho das Setas", que mostra conforme as próprias palavras da Daniela "é um filme sobre a transformação na vida de uma pessoa", que começa "com essa busca pela paz externa mas ele termina com a busca da paz interna".



Daniela Broitman e Marcelo Yuka


Procure conhecer mais sobre o pensamento e a obra artística dele. Marcelo Yuka deixa um importante legado: a necessidade de se plantar no chão do céu da boca verbos à flor a pele.


Trailer do programa "Hoje eu desafio o mundo sem sair da minha casa"

Marcelo Yuka e Daniela Broitman no "Sempre um Papo"

Sua relação especial com o corpo: Marcelo Yuka no TEDxSudeste

Bem-ditas web show - episódio 4 - especial Marcelo Yuka

Marcelo Yuka - Papo Reto

Marcelo Yuka deu sua música e pediu o fim das fronteiras do mundo

Entrevista "Marcelo Yuka: não superei nada e nem quero"

Livro "Não se preocupe comigo" (biografia de Marcelo Yuka) 

Marcelo Yuka no Caminho das Setas (trailer oficial)


*************************************



Leia "O Produtor Independente vai ampliar sua linha editorial"


Conheça nosso canal no YouTube


[Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais. Obrigado! Se você achar que o texto não ficou claro, envie sugestões de melhorias para alebarreto@gmail.com Quero aprender com você. Cadastre-se e receba conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com]


*************************************





* Alexandre Barreto é administrador pela Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EAD/UFRGS), produtor e gestor cultural com especialização pelo Programa de Estudos Culturais e Sociais da Universidade Cândido Mendes (UCAM) e Associação Brasileira de Gestão Cultural (ABGC) no Rio de Janeiro e mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (PROFEPT). Autor dos livros Aprenda a Organizar um Show e Carreira Artística e CriativaSaiba mais

Nenhum comentário: