sábado, novembro 05, 2016

Mudança para Los Angeles, segurança pública e pirataria: José Padilha manda a real na Trip TV




Por Alê Barreto
alebarreto@gmail.com




Um ótimo vídeo onde o diretor José Padilha fala sobre os últimos momentos de sua carreira. Ele fala abertamente sobre o contexto que o levou a mudar para Los Angeles (EUA) e realizar novos trabalhos. Considero um depoimento rico e atual sobre as possibilidades que se abrem na carreira artística e criativa.

José Padilha foi roteirista de Os Carvoeiros (2000) e dirigiu Ônibus 174 (2002), Os Pantaneiros (2003), Tropa de Elite (2007), Garapa (2009), Tropa de Elite 2 (2010), Robocop (2014) e a série Narcos (2015). Trabalhou também na produção de Estamira (2006) e no roteiro de Paraísos Artificiais (2012)

Na entrevista "Lava-Jato | "Vamos expor muito cinismo, corrupção e demagogia", concedida a Rodrigo Fonseca do site Omelete em junho de 2016, o carioca José Padilha anunciou que está trabalhando na segunda temporada de Narcos da Netflix e também num longa-metragem com a (produtora americana) Working Title sobre o conflito entre Israel e os palestinos na década de 1970.


Assista também José Padilha no programa Sangue Latino.


Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais, obrigado!

Cadastre-se para receber conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com


*************************************


Acompanhe pelas redes sociais


Visite as páginas 

https://www.facebook.com/ProdutorIndependente/

https://www.facebook.com/blogprodutorindependente/




Participe do nosso grupo

https://www.facebook.com/groups/140209426161752/



Acompanhe o Twitter

https://twitter.com/alebarreto




*************************************





* Para Alexandre Barreto disseminar conhecimentos e atuar em redes são boas formas de se realizar mudanças. Em 2006 formou-se em Administração de Empresas e criou o blog Produtor Cultural Independente. Compartilhou seu primeiro livro Aprenda a Organizar um Show na internet, acessado por mais de 26 mil pessoas, e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde trabalhou com artistas, ações, projetos e com organizações da sociedade civil como Grupo Nós do Morro, Instituto Ensaio Aberto (Armazém da Utopia), Observatório de Favelas e a Orquestra de Câmara da Rocinha, das quais continua parceiro. Desde 2009 realiza também ações formativas. Seus textos, cursos, workshops e palestras têm inspirado muitas pessoas no Brasil. Concluiu o MBA em Gestão Cultural e está divulgando Carreira Artística e Criativa, seu segundo livro, é mais um fruto da relação amorosa e duradoura que tem com o universo artístico e da parceria com a Associação Brasileira de Gestão Cultural. Saiba mais

Um comentário:

Fabio Gomes disse...

Ótimas dicas como sempre, Alê!

Só um toque: a segunda temporada de Narcos já foi disponibilizada pelo Netflix. No somatório das duas, Padilha figura sempre como produtor executivo, tendo dirigido de fato apenas alguns dos episódios.