segunda-feira, janeiro 09, 2017

Distribuir conteúdos: atitude que contribui para a boa gestão da carreira


Marcus Hadade escreveu um artigo sobre este tema 
no site da Endeavor Brasil




Por Alê Barreto
Uma pessoa que acredita que disseminar conhecimentos e atuar em redes são boas formas de se realizar mudanças



Vamos começar a semana falando de carreira profissional. Em meu novo livro "Carreira Artística e Criativa", cito um trecho do artigo "Imagens de carreira: nove metáforas-chave" do pesquisador Kerr Inkson, que faz parte da obra "Transformações e transições nas carreiras: estudos nacionais e internacionais sobre o tema" organizada pela professora Zélia Miranda Kilimnik. 

O trecho é o seguinte: 


"(...) as metáforas podem auxiliar não só nossos pensamentos sobre alguma carreira em específico, [...] mas também o que pensamos a respeito das carreiras em geral. Isso implica tanto problemas quanto oportunidades. Um problema está no fato de que nossa preferência por uma metáfora em particular poderá restringir nossa capacidade de encarar as carreiras em termos de metáforas alternativas e igualmente plausíveis. Um segundo problema é que a metáfora pode ser usada para persuadir, enganar e induzir que algo seja visto da maneira errônea. Mas as metáforas também fornecem oportunidades. Elas não só expressam nossos pensamentos, mas também nos ajudam a estruturá-los. Escutar e visualizar metáforas cunhadas pelos outros, nos ajuda a ampliar nossa visão".



Me ocorreu pensar na seguinte metáfora: a carreira como uma estrada. Há vários tipos de carreiras, assim como existem vários tipos de estradas. Então vamos imaginar que as carreiras são como estradas. Tem a estrada "do menor esforço". Tem a estrada do "pensamento positivo". Tem a estrada da "louvação ao próprio talento". Tem a estrada "fazer somente atividades que já falaram que sempre terá demanda de mercado", independente de se ter prazer em fazer estas atividades. São inúmeras as estradas (carreiras) que podemos percorrer. Tem uma estrada que podemos chamar de "trocas importantes, que contribui de forma significativa para a promoção da sensação de harmonia, liberdade, reconhecimento, realização e felicidade.



A estrada das "trocas importantes" não é um caminho fácil. E também não é o caminho mais difícil do mundo. Mas ela possui uma característica que a diferencia de todas as outras estradas, que a torna única: ela não está pronta. É uma estrada que só aparece quando decidimos correr o risco de apostar em nossa própria capacidade e começamos a desenvolver atitudes. Uma destas atitudes é "distribuir conteúdos".

Talvez você pense que "distribuir conteúdos" é um assunto para jovens e estudantes, que possuem tempo livre para ficarem navegando em smartphones ou para empresas preocupadas em divulgar seus produtos, que possuem departamentos, profissionais e verbas de orçamento destinadas para esta finalidade. Independente do que você esteja pensando, independente de ter facilidade em lidar com essas novas tecnologias digitais, independente de possuir tempo livre, independente de ter estrutura e dinheiro para realizar isso, se você quer optar por andar com mais velocidade pela estrada das trocas importantes, comece a pensar na possibilidade de aprender a distribuir conteúdos.

Distribuir conteúdos, em primeiro lugar, é começar a habitar o mundo digital (sua presença digital), para onde cada vez mais convergem as diferentes formas de comunicação. Distribuir conteúdos é mostrar que você realiza um trabalho. Distribuir conteúdos é divulgar o trabalho que você realiza para pessoas e empresas. Distribuir conteúdos é mostrar que você não está parado. Distribuir conteúdos é mostrar que você está em movimento.

Não há fórmula pronta de como isso pode ser feito, mas a cada dia cresce o número de meios onde podem ser distribuídos conteúdos. Não há consenso se a distribuição de conteúdos deve ser cobrada diretamente ou indiretamente das pessoas, mas a cada dia cresce o número de pessoas que possuem o hábito de acessar conteúdos sistematicamente distribuídos.

Antes de pensar em querer avaliar a qualidade do que você faz, se pergunte: quais conteúdos eu distribuo? Em que canais distribuo estes conteúdos? Com que frequência distribuo estes conteúdos? Como posso fazer isso?

Se você não distribui conteúdos, se pergunte: quais conteúdos eu devo distribuir? Em que canais? Com que frequência? Como posso fazer isso?

Essa é uma atividade que, tanto do ponto de vista do planejamento, como do ponto de vista de sua execução, vai tomar uma parte do seu tempo. Se você dedicar muito tempo para distribuição de conteúdos, pode ter certeza que outras atividades em sua vida vão sofrer alterações no ritmo. Se você dedicar muito pouco tempo para distribuição de conteúdos, dificilmente vai conseguir aprender como a distribuição de conteúdos pode impulsionar sua carreira.

Distribuir conteúdos é uma das atitudes que influenciam a boa gestão da carreira descritas no livro "Carreira Artística e Criativa", lançamento do selo Produtor Independente.




[Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais. Obrigado! Se você achar que o texto não ficou claro, envie sugestões de melhorias para alebarreto@gmail.com Quero aprender com você. Cadastre-se e receba conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com]



*************************************

Tags: distribuir conteúdos, distribuição de conteúdos, marketing de conteúdo, inbound marketing, conteúdo relevante, presença digital, canais de distribuição de conteúdo, crossmedia, publicidade

Nenhum comentário: