sexta-feira, julho 20, 2012

Um artista deve aceitar que sua vida pessoal seja exibida nos meios de comunicação?


Por Alê Barreto*
alebarreto@gmail.com




De forma geral, muitos profissionais das diferentes cadeias produtivas da arte, cultura, da indústria criativa, acreditam que é bom para o artista que sua imagem tenha a maior exposição possível, nos inúmeros meios de comunicação disponíveis.

Assista ao vídeo


do programa "Na Moral" e avalie:


você acha que para ser um ator, um músico, um artista plástico, um escritor, etc, profissional, você precisa ter sua vida pessoal exibida na rede?



********************************************************************************




* Alexandre Barreto é um administrador de empresas inovador. Suas competências para criação, estímulo ao trabalho com método, conhecimento, gerenciamento de informações, qualidade, com foco em resultados e responsabilidade socioambiental, têm inspirado muitas pessoas que produzem ações criativas, eventos, projetos culturais, manifestações artísticas e empreendimentos de cultura e entretenimento no Brasil.


É um profissional empreendedor que gosta de estratégia, planejamento, gerenciamento e execução. Incentiva novos profissionais, valoriza as experiências das pessoas e está aberto a  novas propostas e convites.


Aprender, enfrentar desafios com otimismo e bom humor e trabalhar com pessoas de todas as classes sociais são suas marcas pessoais. Saiba mais


(21) 7627-0690 alebarreto@gmail.com

Um comentário:

Diego Silva disse...

Meu velho, o assunto é pertinente e a fala do Pedro Cardozo foi extremamente adequada. Parecia que o Pedro Bial iria começar a se redimir do BBB com um programa corajoso, gerando discussões relevantes à sociedade, ou ao menos, à parte desta.

Infelizmente tudo ruiu diante do argumento de que todos ali possuíam o mesmo patrão: as organizações globo. Acabou o debate, a justa demonização do capitalista que lucra com o desconforto alheio.

Não vejo os paparazzi como um problema da classe artística, mas de outra classe bem distinta desta: as celebridades.

Celebridade não é necessariamente artista e, na maioria das vezes não é. São apenas pessoas que em algum momento tornaram-se famosas por estar na mídia e que ganham seu sustento graças à fama. Assim, necessitam permanecer em evidencia, e os paparazzi são seus auxiliares mais uteis nisto.

Só está exposto que quer, quem precisa disso, quem se alimenta de visibilidade, independente do motivo desta.

Abraços,

Diego.