sábado, novembro 13, 2010

Vamos pensar na divulgação?



Por Alê Barreto*


É fácil fazer divulgação?

No artigo "Em busca do leitor atento", publicado no livro "Mídia, cultura e contemporaneidade: análise e angulações", organizado por César Steffen e Kenia Pozenato, Paulo Pinheiro Gomes Jr. menciona o seguinte:

"O primeiro grande estudo dedicado unicamente à tarefa de medir quanta informação há no mundo estima que, em 2002, foram produzidos e estocados cinco exabytes somente em meios físicos (papel, filme, meios óticos e magnéticos). Isso equivale ao conteúdo de 500 mil bibliotecas do Congresso Nacional dos Estados Unidos, cada uma delas com 19 milhões de livros e 56 milhões de manuscritos.

Em 2006, todas as informações geradas pelas pessoas no mundo atingiram a marca de 161 exabytes. (...) Em 2010 serão gerados 988 exabytes de dados. Isso significa que, a cada ano, o aumento do número de informações criadas crescerá em torno de 50%".


Bom, já deu para ver que toda vez que você for divulgar qualquer coisa, terá muita gente tentando fazer isso também.

Quando o assunto é divulgação, estamos falando em disputar um espaço na lembrança das pessoas, que a todo momento são bombardeadas por esta imensa quantidade de informações produzidas no mundo. Mas mesmo em meio a este bombardeio, é possível fazer algo. Há mais chances do público ir ao seu show se for informado que ele irá acontecer. O mesmo se aplica ao seu espetáculo de dança, de teatro, seu recital de poesias, sua sessão de cineclube. Se aplica a toda e qualquer ação cultural. Inclusive na internet.

Ok. Agora que já sabemos estas informações, ficou mais fácil fazer divulgação?

Antes de responder a pergunta, vamos praticar. Na sua próxima divulgação, considere as seguintes dicas:

- quem é o seu público? Analise o lugar onde estas pessoas vivem, sua faixa etária, nível de escolaridade, renda e hábitos de consumo cultural

- qual deve ser o período de divulgação? 1 mês? 20 dias? 1 semana?

- que meios de comunicação devem ser usados? Vai apostar toda as fichas no facebook e esquecer que ainda existe jornal, rádio e televisão? Vai ignorar os blogs?

- materiais de divulgação: vai usar filipeta (física ou virtual)? Vai colocar uma faixa na frente do teatro?

- conteúdo: tenha sempre pronto um release (texto objetivo com informações atualizadas sobre seu trabalho), 2 ou 3 fotos de divulgação (em baixa e alta resolução, mencionando o crédito do autor da imagem), clipping (matérias, notas, resenhas, críticas que mencionam o seu trabalho ou projetos), 2 vídeos (com imagem boa e áudio bacana, curtos, até 5 minutos), relação de seus links na web (redes sociais, locais para download de seus conteúdos).

Ainda está difícil divulgar?


*********************************************************************************



* Alê Barreto é administrador, produtor cultural e autor do livro Aprenda a Organizar um Show, primeira publicação disponibilizada de forma livre e gratuita no Brasil sobre a tecnologia de produção de shows. Trabalha novos conceitos e oferece serviços diferenciados para empresas, produtores, grupos culturais e artistas. Divulga reflexões sobre seu processo de trabalho no blog Alê Barreto, divulga ideias contra o machismo no blog encantadoras mulheres e compartilha a experiência do método livre de produção de shows no blog "Aprenda a Organizar um Show".

21-7627-0690 (Rio de Janeiro)
alebarreto@gmail.com

Um comentário:

Miriam de Sales Oliveira disse...

Ôba!Esse blog tem tudo o q/ eu gostaria de saber,mas,n/ sabia qa quem perguntar...rsss
Sou escritora c/ livros publicados e ralo um bocado p/ fazer a divulgação e juntatr o dinheiro p/ publicar.Escreitora independente,meu rei...Virei seguidora.
Ache-me mno google busca ou no site:www.miriamdeslesescritora.com.br
Axé proôcê