quarta-feira, novembro 30, 2011

Toda ação cultural tem uma história bonita de ser conhecida




Por Alê Barreto*
alebarreto@gmail.com



Você já ouviu falar da história da "Missa dos Quilombos"?

Recortei do release de divulgação uma breve informação sobre a origem deste espetáculo.

A Missa dos Quilombos foi idealizada por Dom Hélder Câmara, na época arcebispo de Recife e Olinda. A ideia encantou o arcebispo Casaldáliga, de São Félix do Araguaia (MG), e o poeta Pedro Tierra, nascido Hamilton Pereira, em Porto Nacional, atual Tocantins (Tierra atuou na guerrilha durante a ditadura militar, ficando preso entre 1972 e 1977). Em 1980, Milton Nascimento juntou-se à causa e, em 22 de novembro do ano seguinte, lançava, para oito mil pessoas, em Recife, na praça em frente à Igreja do Carmo – local onde a cabeça de Zumbi dos Palmares foi exibida no alto de uma estaca em 1695 – sua partitura para os poemas dos autores.

A história dos negros no Brasil, vinculada à história de todos os negros e oprimidos do mundo, estava poeticamente cantada e contada, o que voltaria a acontecer em outros lugares, como a Igreja de Nossa Senhora dos Homens, no Caraça (MG) – onde a trilha, existente em CD, foi gravada –, e Santiago de Compostela, na Espanha. Apesar de todo o encanto, a missa não teve do Vaticano a autorização para se tornar uma forma regular de celebração em igrejas católicas no Brasil.



Assista este espetáculo. Eu recomendo.

Veja como adquirir ingressos acessíveis no site Desconto para Todos

http://www.descontoparatodos.com.br/exibe_oferta.asp?cod=131


Multipliquem em suas redes sociais, blogs, sites e mailings.

Muito obrigado!


Retorno da audiência [ACOMPANHE]
Este blog recebeu até agora 154.706 visitas e 341.354 visualizações.


Obrigado! Experimente o prazer de construir todos os dias a realização dos seus sonhos :)


********************************************************************************



* Alê Barreto é formado em Administração com Ênfase em Marketing pela Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 2005 prestou serviços de produção executiva para Opus Promoções em shows nacionais (Acústico MTV Bandas Gaúchas), internacionais (Avril Lavigne, Steel Pulse) e festivais (Claro que é Rock, IBest Rock, Live n´ Louder). Em 2007 foi empresário da banda Pata de Elefante. Mudou-se para o Rio de Janeiro onde trabalhou como administrador e produtor executivo junto a diretoria do Grupo Nós do Morro até 2009. Hoje é voluntário do grupo.

Desde de 2010 é aluno do Programa de Estudos Culturais e Sociais da Universidade Cândido Mendes, onde cursa a pós-graduação MBA em Gestão Cultural. Ter trabalhado com artistas, grandes eventos e num grupo importante não alterou o seu modo de vida simples, característico de uma pessoa que nasceu numa cidade do interior do Brasil.

Escreve com frequência no blog Produtor Cultural Independente, canal de disseminação de informações. Saiba mais



Comece a trabalhar com mais organização. Faça o seu trabalho fluir.

Mais importante que ter formação ou experiência é ter atitude e investir sem si próprio. Acredite em você e no seu trabalho. Ligue para (21) 7627-0690 e veja como contratar serviços úteis e acessíveis, cursos, oficinas, workshops e palestras.

2 comentários:

Ela disse...

Alexandre sinto-me honrada de ser tua amiga e muito grata por vc existir! vc me emocinona sempre...venho dizer que o nome de minha irmã é Mariama, em homenagem a um poema de Dom Helder, maravilhoso! uma critica e uma reinvenção do cristianismo, grande homem! Tem um cd da missa de quilombos com Milton Nascimento que é uma delcia, muito rico musicalmente falando...Abraço e estamos juntos!

Alexandre Barreto disse...

Olá amiga, que bom que você acompanha o blog. Sinta-se à vontade para compartilhar conhecimentos.
Um abraço,

Alê Barreto