terça-feira, fevereiro 01, 2011

Sabe o que está na moda no mundo da arte, comunicação, cultura e entretenimento? Profissionalismo




Por Alê Barreto*
alebarreto@gmail.com


Tá vendo esta foto acima? Trata-se da 5ª turma do curso "Aprenda a Produzir uma Banda", que realizei em Brasília. 33 pessoas. Um grupo muito diverso e interessante. Saiu até uma matéria sobre isso no site da Incubadora de Arte e Cultura do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília - CDT/UnB.

Quem já fez este curso, sabe que inicio falando sobre o que motivou a criação desta ação de capacitação profissional:

- decisão de trabalhar com produção cultural;
- a percepção de que a falta de informação é um dos principais fatores que dificultam artistas e produtores desenvolverem os seus trabalhos;
- desconstruir o mito do sucesso do artista que “bomba”;
- trabalhar a compreensão de que a construção de uma carreira aumenta as chances de vencer.

Para se pensar em construir uma carreira, é preciso ter em mente que estamos falando de um processo de profissionalização. Sim, processo de profissionalização. Dizer que quer ser profissional ou que decidiu ser profissional, não garante que você vá ser um profissional. Profissionalizar-se necessita de tempo, conhecimento, recursos e capacidade de aprender.

Esta ideia de profissionalismo no trabalho ganhou força no Brasil a partir dos anos 90, com a abertura de mercado. Programas de gestão da qualidade e normas de garantia da qualidade (ISO 9000) despertaram a atenção das pessoas para a importância de serem profissionais ao produzirem um produto ou prestarem um serviço. Ser profissional e realizar o seu trabalho com qualidade reduz custos, aumenta a satisfação dos clientes e amplia as possibilidades de lucro.

No setor cultural, mais especificamente na comunicação, foram nos jornais, revistas, rádio e TV que surgiram as primeiras preocupações com profissionalismo. São segmentos em que a ideia de profissionalismo já está bastante difundida.

Mas existem muitos segmentos onde a noção de profissionalismo está em construção. São desafios que se apresentam para quem busca atuar de forma profissional no mercado. São também oportunidades.

Alguns exemplos:

- Cerimonial de Eventos: muitas organizações governamentais possuem áreas de organização de eventos, as quais não estão capacitadas a lidar com artistas. Trata-se de uma boa oportunidade de oferta de serviços qualificados de capacitação e consultoria em gestão de pessoas para seleção de profissionais que irão organizar shows e apresentações artísticas.

- Produção executiva de shows/eventos/projetos: enorme contingente de pessoas necessitando capacitação para o trabalho de produção executiva. Há uma grande oportunidade de se oferecer estes serviços tanto para empresas como para prefeituras e organizações públicas.

- Música: muitos artistas estão cansados de empresários e produtores que atendem mal e que trabalham com modelos rígidos e antiquados de trabalho, como se não existisse internet. Ficam reclamando de pirataria ao invés de explorar as novas oportunidades de distribuição, comercialização e consumo cultural através da web. Há uma boa oportunidade para novos produtores oferecerem seus serviços para estes artistas. Há uma boa oportunidade de produtores experientes reciclarem sua forma de trabalhar para oferecerem serviços mais profissionais e mais sustentáveis.

- Agenciamento artístico: a cada dia aumenta o número de pessoas querendo oferecer seu trabalho para os circuitos de festivais, shows, feiras, rodeios, eventos, TV, cinema. Mas a maior parte destas pessoas não tem a menor noção de como organizar sua carreira e oferecer os seus serviços de maneira qualificada. Há uma boa oportunidade para profissionais que desejem agenciar artistas.

- Agenciamento literário: a cada dia cresce mais o número de opções de produção de conteúdo escrito. Editoras, selos independentes e o modo de vida "faça você mesmo" estimulam o surgimento de novos escritores. Neste contexto, surge a oportunidade de se desenvolver como agente literário para oferecer serviços qualificados de representação e gestão de carreira.

- Presença digital: existe uma grande dificuldade por parte de muitos profissionais da comunicação de entenderem as novas possibilidades que as novas tecnologias de informação e comunicação oferecem. Há uma grande oportunidade para se oferecer serviços profissionais para construção, qualificação e gestão da presença digital de uma ideia, projeto, programa ou carreira artística.

- Articulação e gestão de recursos: muita gente tem centrado sua atenção em pensar a obtenção de recursos sob o conceito de "captação de recursos". Para mim, captação de recursos é uma das formas de se obter recursos. Há uma grande oportunidade para se oferecer serviços de consultoria que auxiliem os profissionais que trabalham com arte, comunicação, cultura e entretenimento a articularem e gerirem melhor seus recursos.

Seja qual for a atividade que você escolher, lembre: o que está na moda no mundo da arte, comunicação, cultura e entretenimento é o profissionalismo.

*********************************************************************************



* Alê Barreto é um administrador que gosta de arte, comunicação, cultura e entretenimento. Compartilha conhecimentos e suas experiências. É um profissional que gosta de planejar e de executar. É autor do livro Aprenda a Organizar um Show, primeira publicação livre e gratuita no Brasil sobre a tecnologia de produção de shows.

Recomenda os cursos da Associação Brasileira de Gestão Cultural, o Programa Petrobras Cultural e os projetos do Itaú Cultural.


21-7627-0690 (Rio de Janeiro)




Alê Barreto é cliente do Itaú.

2 comentários:

Bruno Barreto disse...

Muito interessante o que escreveste mano, serve para todos os ramos de profissões, inclusive a minha. Profissionalismo e competência são a chave do sucesso para qualquer atividade. abraço forte do sul

Alexandre Barreto disse...

Grande Brunão! É isso aí! Abração direto do RJ!