segunda-feira, setembro 14, 2009

Sugestões para entrar em contato com um produtor cultural ou outros profissionais da cultura




Por Alê Barreto (alebarreto@produtorindependente.com)


Assistindo ao vídeo acima, imediatamente lembramos várias situações no dia-a-dia em que problemas de comunicação dificultam as atividades humanas. Na produção cultural, não é diferente. Há anos venho percebendo que precisamos cada vez mais aprimorar o nosso processo de comunicação.

Pensando nisso, lembrei de dar algumas sugestões para todo mundo que está pensando em entrar em contato com algum produtor cultural ou outros profissionais da cultura. Anote aí:

- ter clareza no que está buscando: pode parecer óbvia esta dica, mas muitas pessoas mandam e-mails assim:

"Olá Alê Barreto, tudo bem? Gostaria de fazer uma parceria. Se estiver interessado, entre em contato".

É preciso entender que a pessoa que está propondo o contato deve facilitar que o contato aconteça. Se escrever com mais clareza o que ela chama de parceria e como entende que esta parceria pode ser viabilizada, provavelmente aumentará as chances de receber uma resposta. Enviar uma mensagem altamente subjetiva e ainda pedir para que o receptor gaste mais tempo procurando informações sobre quem lhe enviou a mensagem diminui as chances de retorno.


- forma de tratamento: eu sou uma pessoa informal. E muita gente na área cultural é informal. Mas isso não quer dizer que eu vou encontrar o Lenine no Rio de Janeiro, no calçadão de Copacabana e dizer:

"Olá Lenine, como está meu chapa? Seu último disco está demais!!!! Gostaria de trocar uma idéia contigo sobre um trampo bem maneiro, uma parceria que será ótima para a gente! Me liga velhão! Tamo junto!"

Quando for abordar alguém com quem você nunca falou ou enviar um e-mail, seja cordial mas não force uma intimidade que não existe. Seja um pouco mais formal. Se a pessoa estiver confortável, ela dirá a você de que forma prefere ser chamada.


- se apresente: muita gente acha que os outros tem obrigação de saberem quem eles são. Não funciona assim. Sempre se apresente. Diga seu nome completo ou nome artístico, fale brevemente do seu trabalho e cite projetos ou pessoas com quem trabalhou, para que o seu interlocutor possa ter referências sobre quem está falando com ele.


- seja breve e proponha um novo contato: um dos recursos mais escassos que temos hoje em dia é o tempo. Temos pouco tempo para as atividades de nossa rotina, para nossos projetos e para novidades. Então, quando você entra em contato com alguém, você é uma "novidade". E isso significa que esta pessoa terá que ter mais tempo. Em muitas situações, as pessoas acabam criando vários "filtros", para evitar o desperdício de tempo: não divulgam e-mail, não divulgam o telefone direto, pedem que uma secretária selecione os atendimentos, etc. Para tentar "driblar" este bloqueio, na primeira abordagem presencial, contato telefônico ou e-mail, após se apresentar, fale brevemente suas intenções e proponha um novo contato. O bom uso do tempo demonstra respeito, organização, maturidade profissional e poderá despertar o interesse da outra pessoa para ouvi-lo com mais atenção.


- deixe seus contatos disponíveis: apesar de estarmos na era dos smartphones, celulares e laptops, o cartão de apresentação profissional potencializa os encontros presenciais. Quando a abordagem for por telefone, solicite o e-mail da pessoa e finalize o primeiro contato com um e-mail que tenha o seu telefone, e-mail, site, blog, etc.


- seja acessível: muita gente reclama que faz contatos mas ninguém dá retorno. Revise sua rotina e veja se quando você divulga o seu telefone fixo, você informa que horários você atende. Não adianta divulgar o número, as pessoas ligarem e ninguém atender. Veja se o seu telefone celular "pega" nos locais onde você está. Não adianta ter um telefone celular e as pessoas ligarem para o tempo todo conversarem com a sua caixa postal ou ouvirem mensagens que de que "este celular está fora de área". Responda os e-mails. Mantenha seu blog atualizado.

Um pequena mudança em nossa rotina pode melhorar muito nosso resultados.

5 comentários:

Lucio Martin disse...

otimas informações , parabens pelo blog, estou seguindo, abç

Alê Barreto disse...

Obrigado Lúcio!
Um abraço,
Alê Barreto

wim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
wim disse...

Amei!!! Uma verdadeira aula para iniciantes, escrita cativante! Parabéns! Estou "xeretando" o blog inteiro e aprendendo muito ;-) Natalia

grazi disse...

Boa tarde
Estou fazendo um curso tecnico de administraçao e no momento realizando um tcc sobre produçao de eventos culturais e gostaria que me respondesse algumas questoes:
.objetivos de um evento cultural;
.orçamento;
.estrategias de organizaçao e de marketing;
.estrutura fisica;
.recursos humanos;
.recursos financeiros;
Obrigada