quarta-feira, setembro 14, 2016

Como vender shows: defina o valor do seu show




Por Alê Barreto *
alebarreto@gmail.com



Se você achar que o seu show custa entre dez e trinta mil reais e que o mundo não compreende sua arte, não perca tempo lendo este texto. Se você faz de 0 a 20, 25 ou 30 shows por ano, ou quer ajudar alguém com este perfil, que você considera que tem um trabalho criativo interessante, este artigo poderá lhe ajudar em seu aprendizado em vendas.


Definição de venda

Sempre que falarmos "venda", procure mudar o seu "mindset' (palavra do momento), a sua forma de pensar sobre vendas. Vendas não é sacanagem, forçar a barra, enganar os outros. Vendas são essencialmente trocas: quem quer vender, oferece uma informação, serviço ou produto e quem quer comprar oferece dinheiro.


Vender shows... Como eu começo?

Quando assunto é "como vender shows", podemos começar nos perguntando: quanto vale o nosso trabalho? Depois podemos nos perguntar também: quanto as pessoas pagariam pelo nosso trabalho?

É muito importante aprender a definir o preço de seu show, apresentação, performance, esquete, sarau, festa, etc. As pessoas tendem a gastar tempo somente com aquilo que acham ser viável pagar, com base na expectativa de público que poderá ter.

Então, quanto vale uma apresentação? Quanto devo cobrar?

Quando você não sabe nada, está partindo do zero, a primeira coisa é criar critérios.


Critérios para definir um cachê

"Cachê" é o nome que se dá para o valor cobrado por apresentações artísticas ou culturais. É o valor que se paga para as atrações de um show.

Anote num papel, computador, celular ou quadro branco quanto você acha que vale o seu show. Apenas isso. Nada mais.

Pronto. Você acabou de criar um critério. Estimou quanto acha que deve ser o valor do seu cachê.


Critério para não ter prejuízo: prever os custos de um show


Os custos de um show abrangem as despesas com sua produção, as despesas necessárias para a realização. Exemplos: segurança, transporte, contratação dos músicos e equipe técnica, alimentação, hospedagem, som, luz, locação de espaço, etc.

Novamente, anote num papel, computador, celular ou quadro branco todas as despesas. Some tudo.

Pronto. Você acabou de criar outro critério. Estimou as despesas do seu show.




Critério para estimar o preço de um show (a partir do seu olhar)

Some o valor que você estimou para o cachê com o valor total das despesas do seu show.


Pronto. Você acabou de criar outro critério importante. Tem noção do quanto pretende ganhar com um show (o valor do cachê) e de quanto terá à sua disposição para pagar despesas. Agora você já tem um preço de um show.


Critério para entender quanto vale um show similar ao seu

Pesquise quanto custa um show parecido com o seu. Cuidado com o raciocínio "meu show é tipo o de uma banda que eu vi na TV...". O mercado de shows comum das cidades, ou seja, o circuito comum de bares e casas noturnas, geralmente paga muito menos por um show.

Feita a pesquisa, agora você criou o critério de quanto o mercado paga por um show.


Critério para ajustar o preço do show

Compare o preço de show que você idealizou com o valor pago pelo mercado. Faça ajustes para menos ou para mais.

Pronto. Você agora já sabe definir o valor de um show.



Este texto é um assunto de seu interesse? Gostaria de ser informado sobre webinars e aulas sobre este tema?

Envie seu e-mail para fazer parte de nossa lista: alebarreto@gmail.com





*************************************



Veja como adquirir o novo livro "Carreira Artística e Criativa"






"Carreira Artística e Criativa" busca mostrar um pouco da complexidade que abrange a gestão de uma carreira e reúne um conjunto de visões que buscam estimular os leitores a aprofundar a pesquisa sobre o tema e a iniciar a colocar em prática atitudes que poderão contribuir com o seu desenvolvimento.





*************************************




* Inquieto por natureza, Alê Barreto é daqueles que acreditam que disseminar conhecimentos e atuar em redes são boas formas de se realizar mudanças verdadeiras. Em 2006 criou o blog Produtor Cultural Independente e, no ano seguinte, lançou pela Imagina Conteúdo Criativo o livro Aprenda a Organizar um Show, acessado na internet por mais de 26 mil pessoas. De lá para cá, percebeu que é uma pessoa mais feliz quando compartilha os aprendizados de sua vivência com artistas independentes e profissionais de diversos setores criativos. Seus textos, cursos, workshops e palestras têm inspirado muitas pessoas no Brasil. Carreira Artística e Criativa, seu segundo livro, é mais um fruto da relação amorosa e duradoura que Alê Barreto tem com o universo artístico e da parceria com a Associação Brasileira de Gestão Cultural. Saiba mais

Contato: alebarreto@gmail.com

Nenhum comentário: