quinta-feira, julho 07, 2011

Primeiro dia da Oficina de Produção e Gestão Cultural com Romulo Avelar no CCJF (RJ)




Por Alê Barreto*
alebarreto@gmail.com


Ontem foi o primeiro dia da oficina de produção e gestão cultural com o Romulo Avelar. Para mim foi um momento muito importante. Arrisco dizer que para todos os presentes também foi importante.

No início da tarde, Romulo agradeceu a presença de todos (gratidão é um sinal de humildade) e falou sobre o poder transformador da cultura, um pouco da história de sua carreira e do livro. Nesta exposição inicial, ficou claro porque o livro é um trabalho impecável.

Primeiro: foi construído ao longo de 5 anos.

Segundo: opção por uma visão ampla, uma visão panorâmica sobre o que se está fazendo em termos de produção e gestão cultural no Brasil.

Terceiro: enfoque prático e com exemplos.

Quarto: Romulo realizou 53 entrevistas com profissionais de diferentes regiões do país.

Ao longo da tarde, Romulo falou sobre o contexto cultural brasileiro, o produtor e o gestor cultural, a relação com artistas e iniciou a falar sobre a relação com o poder público.

Pontos interessantes que destaco e compartilho aqui com todos vocês:

- Romulo falou que nos anos 80 se falava muito em Belo Horizonte "nesta cidade não acontece nada". Com é na sua cidade?

- geralmente um artista pensa no show, no espetáculo, no evento. Você já pensou sobre a sua carreira artística?

- muitas vezes enxergamos mais a barreira das diferenças do que as oportunidades das afinidades. Que tal aprimorar mais a sua capacidade de trabalhar em equipe?

- precisamos tratar a capacitação de produtores e gestores também como política pública. Veja como é possível fazer isso em sua cidade. Vamos educar pessoas para a produção e gestão cultural.

- em produção e gestão cultural estamos administrando o tempo todo.

- até que ponto deve o produtor interferir na condução do processo criativo?

- características que contribuíram (e contribuem) para o desenvolvimento do Grupo Galpão: compartilhamento da informação, trabalho em equipe, pessoas com competências complementares.


Bom, vou me arrumar, porque às 14h horas começa o segundo dia!


*********************************************************************************



* Alê Barreto é um administrador e produtor cultural independente. Trabalha com foco na organização e qualificação dos profissionais de arte, comunicação, cultura e entretenimento. É autor do livro Aprenda a Organizar um Show, primeira publicação livre e gratuita no Brasil sobre a tecnologia de produção de shows, escreve para o site Overmundo e para a revista Fazer e Vender Cultura.

Ministra cursos, oficinas, workshops e palestras. Já atuou em capacitação de grupos culturais em parceria com o SEBRAE AC. Presta consultoria e assessoria para artistas, empresas e produtores.

Contato: (21) 7627-0690 Rio de Janeiro - RJ - Brasil




Alê Barreto é cliente do Itaú.


*********************************************************************************



O Produtor Cultural Independente gerencia os perfis das redes sociais da Associação Brasileira de Gestão Cultural (ABGC). Receba informações pelo Facebook e pelo Twitter

2 comentários:

Sam disse...

Esse curso foi muito bom!
Obrigada por postar aqui algumas de suas anotações.

Um abraço,

Alexandre Barreto disse...

Samanta!
Obrigado pela sua importante participação!
Um abraço!

Alê