quinta-feira, março 10, 2011

Quer crescer? Construa uma rede de parceiros




Por Alê Barreto*
alebarreto@gmail.com


Seja para começar a fazer ou para ampliar o que você já está realizando, não tem escapatória: precisamos aprender a construir nossas redes de parceiros.

Construir uma rede de parceiros não é ser "arroz de festa" e estar nas redes sociais de todo mundo. Para construirmos uma rede de parceiros é preciso termos clareza sobre:

- o que estamos buscando;
- como estamos "funcionando";
- e que oportunidades temos para aumentarmos nossas chances de chegarmos onde queremos.


O que estamos buscando?

Um festival? Produzir uma banda? Aprender a trabalhar no setor cultural? Arrumar dinheiro urgente? Seja quais forem nossos objetivos, é fundamental termos clareza.

Facilite a sua vida. Concentre-se naquilo que é mais importante.


Como estamos funcionando?

Fazer uma lista de objetivos não é algo tão difícil. Muitas vezes o difícil é enxergar "como" estamos funcionando.

Observe com atenção sua rotina durante uma semana. Essa é a sua vida. Qualquer coisa que você queira fazer "além" do que já está fazendo todos os dias, vai necessitar que você organize melhor o seu tempo e tenha recursos para transformar suas ideias em realizações.

Você até pode querer continuar fazendo "tudo ao mesmo tempo agora", mas pode ter certeza que o único fator que irá lhe favorecer é a sorte. Se você pensar em organizar melhor sua forma de agir no dia a dia, além da sorte, terá também uma fonte muito grande de conhecimento que é resultado do seu novo processo de organização de vida.


Oportunidades que temos

Faça uma lista com os nomes de todas as pessoas que apoiam o que você faz.

Exemplo: João empresta o violão. Luiza ajuda na preparação vocal. Seu Manoel empresta a garagem para ensaiar. Dona Joana faz um almoço com desconto para o pessoal do meu grupo de teatro.

Ao visualizar toda a sua rede de relações com seus parceiros, você poderá ver:

- como produzir mais interação;
- como estimular estes parceiros a participarem mais do seu trabalho.

É possível que você descubra que o João, além de emprestar o violão, sonhe em ser seu roadie, só que nunca falou isso para você. Verá que a Luiza pode dar mais aulas de canto se você ajudá-la em algo que ela está precisando. E por aí vai.

Uma rede de parceiros é construída ou ampliada quando percebemos quem realmente está junto e aprendemos a fazer boas trocas.


*********************************************************************************



* Alê Barreto é um administrador que gosta de arte, comunicação, cultura e entretenimento. Compartilha conhecimentos e suas experiências. É um profissional que gosta de planejar e de executar. É autor do livro Aprenda a Organizar um Show, primeira publicação livre e gratuita no Brasil sobre a tecnologia de produção de shows.

Recomenda os cursos da Associação Brasileira de Gestão Cultural, o Programa Petrobras Cultural e os projetos do Itaú Cultural.


21-7627-0690 (Rio de Janeiro)




Alê Barreto é cliente do Itaú.

4 comentários:

Paola Giovana disse...

Ei Alê, tudo bem? Em qualquer área de atuação é importante termos os contatos certos, aqueles que mais têm a ver com nossas idéias, ou que podem, de alguma maneira, nos ajudar a colocá-las em prática. As dicas do seu blog são sempre 10! Dê uma passadinha no blog da série que estou produzindo: www.seriebliss.blogspot.com

Quem sabe não acabamos nos tornando ótimos contatos um para o outro, não é mesmo? ;)

Daniella Caruso Gandra disse...

Muito bacana!! Vou acessar os sites. Se você quiser conhecer meu site profissional(http://www.consultoriaportugues.webnode.com.br) e me dar umas dicas, ficarei muito agradecida!! beijinho.

Alexandre Barreto disse...

Ei Paola, tudo bem?
Muito bacana o trailer da série, parabéns!
Sobre a ideia de nos tornarmos ótimos contatos um para o outro, tenho certeza que boas trocas aproximam as pessoas.

Um abraço!

Alê Barreto

Alexandre Barreto disse...

Oi Daniella!
Muito importante o seu trabalho, parabéns!
Vamos trocando dicas!
Um abraço,

Alê Barreto