domingo, fevereiro 21, 2010

Acompanhe o trabalho da gestora cultural Dedé Ribeiro


Dedé Ribeiro é jornalista e dramaturga, com pós-graduação em produção cultural pela Universidade de Paris I/Sorbonne, na França e mestrado em Artes Visuais na UFRGS.


Alê Barreto
Administrador, produtor cultural independente e palestrante


Todo o trabalho que construo é fruto da conexão, troca e aprendizado com diferentes profissionais e parceiros. Uma das maiores referências na minha formação como produtor cultural no Rio Grande do Sul é a produtora e gestora cultural Dedé Ribeiro.

A primeira vez que ouvi falar dela, foi no segundo semestre de 2002. Na época, os amigos do grupo Serrote Preto me solicitaram que entrasse em contato com ela, para ver se conseguia espaço para apresentarem seu espetáculo na grade da programação cultural do Fórum Social Mundial que iria acontecer em janeiro de 2003.

Mais adiante, dia 03 de fevereiro de 2004, conheci ela pessoalmente. Era o primeiro dia do "Curso de Produção e Divulgação de Eventos Culturais". A empatia foi instantânea. Dedé é uma mulher muito elegante e bonita. Extremamente inteligente. Possui um raciocínio veloz. Hábil em chegar a síntese. Muito divertida. Exímia profissional.

Ainda em 2004, tive a oportunidade de trabalhar com ela e sua sócia Luiza Pires, outra grande profissional. Articulamos uma parceria com a Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul para realização do "Dia Nacional do Choro", projeto idealizado pelo músico e produtor Moysés Lopes, da Camerata Brasileira.

Em 2005, por indicação da Dedé, trabalhei quase um ano na Opus Promoções, período em que adquiri rapidamente experiência no trabalho com grandes eventos, nacionais e internacionais.

Mesmo com uma agenda sempre apertada, Dedé sempre teve paciência e generosidade comigo. Em 2006, me recebeu e concedeu uma entrevista para o meu trabalho de conclusão de graduação do curso de Administração de Empresas.

Em 2007, época em que estava à frente da banda Pata de Elefante, participei de algumas reuniões relacionadas ao projeto Instrumental RS, que previa a circulação grupos de música instrumental do RS pelo Brasil. O projeto acabou sendo adiado, eu vim morar no Rio de Janeiro. Fiquei um período sem manter contato com ela.

Em 2009, tive o prazer de retomar o contato com ela e a felicidade de saber que ela tem ampliado sua ação educativa na área de produção e gestão cultural para além das fronteiras gaúchas. Recentemente ela e sua sócia Luiza Pires ministraram uma Capacitação em Projetos Culturais para Associações LGBT, em parceria com o grupo SOMOS, de Porto Alegre, nas cinco regiões do Brasil.

O diário desta viagem e muitas outras informações sobre o trabalho dela você pode saborear no seu blog "Dedé à Suivre - notas sobre viagens & produção cultural".



Aliás, para quem nunca acompanhou uma turnê, aproveite a oportunidade. Dedé já começou a postar como irá funcionar a turnê do "Instrumental RS", que começa dia 03 de março em Florianópolis (SC) e segue para as cidades de Curitiba (PR) dias 04 e 05, Tatuí (SP) dia 06 e 07, Rio de Janeiro (RJ) dia 09, Belo Horizonte (MG) dia 11 e Porto Alegre (RS) dia 17. Toda esta movimentação contará com o competente trabalho do Francisco Ribeiro e do Rafael Rubim.



Por fim, quero encerrar este post agradecendo a Dedé todo o apoio recebido ao longo de toda minha carreira. Aprendo a ser um profissional melhor e me torno uma pessoa melhor com as suas lições. É um prazer acompanhar e poder contribuir com o seu trabalho.





Conheça também o trabalho da Liga

2 comentários:

Rafael Rubim disse...

Grande Alê.

Só aproveitando que citaste o termo "conexão com outros profissioanis e parceiros", lembro que quem me indicou o curso da Dedé Ribeiro foi tu, em 2008 quando vim passar uns dias em Porto Alegre e não voltei mais. Agora estou aqui, depois de ter passado pela Ópus e de ter trabalhado na LIGA, fazendo a produção executiva do Instrumental RS em Floripa, Curitiba e Tatuí. Nossos caminhos são bem parecidos...

Grande abraço!

Alê Barreto disse...

Grande Rafael!
Que prazer saber que eu contribui para que você pudesse trabalhar com a Dedé!
Grande abraço!
Alê Barreto