quarta-feira, agosto 02, 2017

Participe mais de encontros essenciais e transformadores




Por Alexandre Barreto *


Uma imagem fala mais do que mil palavras. Essa foto acima fala de energia, alto astral, motivação, encontro. Talvez “encontro” seja a palavra que melhor descreve esta foto.

O encontro tem propriedades mágicas. Dá início a novas amizades. Fortalece laços. Reaproxima. E foi justamente o que aconteceu no momento desta imagem. Eu sou o baixinho de cabelo branco à esquerda. Ao meu lado está o músico Dito da banda Os Descordantes (escute o álbum "Quietude"), com quem iniciei uma nova amizade. Depois vem o amigo arquiteto e empreendedor Rafael Albuquerque (de camisa xadrez), com quem a cada encontro fortaleço nossos laços. E bem à direita está o músico Chris Guto (de camisa preta com listas brancas). Eu já conhecia um pouco do trabalho dele. Assisti um tributo à Tim Maia que ele realizou em 2015. Este encontro nos reaproximou.


Muitas vezes esquecemos a importância, a necessidade e o prazer de participarmos dos encontros. Esquecemos o quanto é vital produzirmos encontros. Esquecemos que nossa vida só foi possível e só se mantém possível graças aos encontros.

O encontro é a grande pauta do momento. Se você der uma olhada na internet, vai perceber (ou já deve ter percebido) que a cada dia proliferam vídeos, webinars, podcasts, workshops, cursos, ebooks, etc. buscando ensinar como você pode “encontrar” seguidores, fãs, leitores. Palestrantes, mentores e coaches de todas as idades surgem a cada dia oferecendo conteúdos que prometem ensinar a você como “encontrar pessoas na web”. Parece não ser muito difícil. Com um pouco de tempo e boa vontade, uma pessoa cria perfis no Facebook, Instagram, Snapchat, Twitter, Whatsapp. Difícil é perceber como você lentamente começa a destinar boa parte da sua atenção para a possibilidade do encontro virtual e diminui a frequência com que se permite encontrar com as pessoas que estão fisicamente à sua volta.

A possibilidade quase infinita (e sedutora) dos encontros virtuais dá a impressão de que quantidade é qualidade. Ter um perfil com 5.000 amigos dá sinais do quanto você parece ser bem relacionado e lhe permite receber milhares de convites para eventos (que são encontros). Você começa a diminuir o seu tempo com amigos, vizinhos, familiares, colegas de trabalho, gente que cruza com você no dia a dia, para participar de pelo menos alguns dos muitos encontros para os quais recebe convite nas redes sociais. O estilo de vida “conectado o dia todo” aumenta em 1.000% ou mais a necessidade de uso do seu tempo para produção e gestão de conteúdo ou para comparecer em eventos que muitas vezes não tem tanta relevância para sua vida. Os encontros essenciais e transformadores, que ainda são em larga escala os encontros presenciais, passam a ficar raros, escassos. Os encontros essenciais são aqueles que você tem consigo mesmo (o tempo para você), com as pessoas que ama. Os encontros transformadores são aqueles que abrem novos caminhos na sua vida.

Me dei conta disso ao participar do “Papo na Casa”, 
um encontro para falar sobre o negócio da música, promovido pela Casa Urbana Coworking e ConectBem aqui em Rio Branco, região amazônica, na maior feira de negócios do estado do Acre. Sem dúvida foi um encontro presencial transformador. Além das pessoas que aparecem na foto deste texto, haviam mais pessoas. Um grupo que se permitiu utilizar parte do seu tempo para aprender, dialogar, compartilhar conhecimentos e dar sua opinião sobre o negócio da música. Todas elas, de alguma forma, me ajudaram a perceber o quanto participar de encontros presenciais transformadores proporciona um fortalecimento de nossos propósitos e nossas buscas. O encontro presencial transformador abre portas.

Bruno Sá, fundador da Luthiacre, por exemplo, deu um importante depoimento sobre como o encontro dele com o SEBRAE AC e os encontros promovidos e incentivados por esta parceria foram cruciais para o desenvolvimento de seu empreendimento.

Saí da Expoacre 2017 com a certeza de que precisamos distribuir melhor o uso do nosso tempo, de forma que os encontros virtuais continuem, mas que possamos ter mais encontros presenciais transformadores em nossas vidas.





Leia também o texto "A Construção da Cidade como a Arte dos Encontros" de Gerardo Silva, no livro "Clube da Leitura: Modo de Usar, Vol.1".


Assista ao novo episódio de "A Arte do Encontro" no Canal Brasil. Tony Ramos recebe Murilo Benício para um bate-papo sobre fé, superação e dramaturgia.



*************************************



[Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais. Obrigado! Se você achar que o texto não ficou claro, envie sugestões de melhorias para alebarreto@gmail.com Quero aprender com você. Cadastre-se e receba conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com]



*************************************






* Alexandre Barreto é administrador pela Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EAD/UFRGS) e MBA em Gestão Cultural pela Universidade Cândido Mendes (RJ) . Empreendedor que dissemina conhecimentos e atua em redes para promover mudanças. Escreveu os livros Aprenda a Organizar um Show e Carreira Artística e Criativa
Saiba mais


Nenhum comentário: