segunda-feira, março 06, 2017

Bloco de carnaval Galo da Madrugada é o campeão em captação de recursos


No Carnaval de Recife foram investidos R$ 27 milhões




Por Alê Barreto
Uma pessoa que dissemina conhecimentos e atua em redes para promover mudanças


Brasileiros que acessam o Produtor Independente em outros países tem muita curiosidade quanto ao volume de recursos que é movimentado pelas atividades artísticas e culturais no Brasil. Estrangeiros que visitam o Brasil ou se casam com brasileiros também tem essa curiosidade. E essa curiosidade não é só dos brasileiros que estão fora do Brasil ou dos estrangeiros que estão chegando. É uma curiosidade das pessoas que estão começando a trabalhar nos setores criativos brasileiros. É também uma necessidade para quem já trabalha nos setores criativos.


Qual o impacto de investir em uma festa tradicional? Boa parte dos brasileiros sabe o quanto sua cidade recebe recursos nos períodos em que ocorrem festas tradicionais. Vejamos um exemplo do universo do carnaval. Em recente pesquisa realizada pelo Ministério da Cultura (MinC) em Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, constatou-se que o Clube de Máscaras "Galo da Madrugada", tradicional bloco de rua do carnaval de Pernambuco, é campeção entre os blocos de rua em captação de recursos via Lei Rouanet. Em 10 anos o Galo da Madrugada captou R$ 5 milhões. O presidente do bloco, Rômulo Meneses, afirma que as atividades do bloco geram cerca de 24 mil empregos diretos e indiretos (costureiras, figurinistas, vendedores, taxistas, técnicos de montagem de palco e camarotes, rede hoteleira, etc).

Se em Recife somente um bloco gera 24 mil empregos, quanto será que é gerado por todas as atividades em todo o país? Além de curiosidade e necessidade, a busca por saber o fluxo econômico gerado pelas atividades criativas também tornou-se uma preocupação do Estado brasileiro. O Ministério da Cultura está trabalhando na elaboração do "Atlas Econômico da Cultura Brasileira", projeto que está sendo desenvolvido pelo Grupo de Trabalho em Economia Criativa, Cultura e Políticas Públicas, do Centro de Estudos Internacionais sobre Governo (CEGOV/UFRGS) e Observatório de Economia Criativa do RS (OBEC/RS). A publicação vai trazer dados específicos sobre a movimentação da economia na Cultura, com detalhamento sobre empreendimentos culturais, mercado de trabalho no setor, investimento público e comércio internacional de bens e serviços culturais. Os dados vão mostrar de que forma a produção cultural impacta a economia nacional e o que representa em termos de riquezas produzidas no País, onde estão os produtores culturais e o que fazem.

Fonte:http://www.brasil.gov.br/cultura/2017/02/galo-da-madrugada-e-o-bloco-com-maior-captacao-pela-lei-rouanet



Adquira o livro "Carreira Artística e Criativa", o novo livro do Produtor Independente, que apresenta um panorama sobre a noção de gestão de carreira e atitudes que poderão contribuir com o seu desenvolvimento.
[Nossa audiência: este blog já recebeu 651.482 visualizações de páginas]



[Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais. Obrigado! Se você achar que o texto não ficou claro, envie sugestões de melhorias para alebarreto@gmail.com Quero aprender com você. Cadastre-se e receba conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com]


**************************************

tags: Carnaval, Cadeia Produtiva da Economia do Carnaval, bloco Galo da Madrugada, Atlas Econômica da Cultura Brasileira, Ministério da Cultura

Nenhum comentário: