quarta-feira, novembro 16, 2016

Um produtor independente pode trabalhar na Globo?




Por Alê Barreto *
alebarreto@gmail.com



Um produtor independente pode trabalhar na Globo? Se você mora nas cidades do Rio de Janeiro ou São Paulo, talvez já saiba a resposta. Mas se você mora nas demais cidades brasileiras, pode ser uma pergunta que você se faz há um bom tempo. Vamos lá.

O que é a Globo? Um canal de TV? Uma multinacional? Uma marca? Segundo consta no próprio site da Globo, quando falamos em "Globo", temos que ter em mente que estamos nos referindo a um grupo de empresas, o Grupo Globo. Você pode estar pensando: "mas não era uma rede de empresas, a Rede Globo"? Sim, você não está errado.

Novamente, segundo o site da Globo, uma das empresas do Grupo Globo é a TV Globo. Provavemente seja a mais conhecida, pois sua programação é distribuída em praticamente todo o território nacional, por meio de cinco emissoras próprias, em parceria com empresas afiliadas e em mais de cem países, por meio da Globo Internacional.

Tem ainda a Globo Filmes que participa da cooprodução de filmes. Tem a Globosat que é uma programadora de canais de TV por assinatura (30 canais pagos com 24 horas de programação). Se você assiste TV por assinatura, já deve saber que SporTV, GloboNews, Multishow, GNT, BIS, Canal Brasil, Viva e Gloob são canais da Globo.

As atividades da Globo vão além de TV e Cinema. A Som Livre é uma empresa do Grupo Globo que produz e comercializa conteúdo de artistas brasileiros, através de vendas físicas, digitais e eventos.

Já deu para perceber o alcance dos conteúdos do Grupo Globo. Mas tem mais. Fazem parte do Grupo Globo as empresas Infoglobo (dos jornais O Globo, Extra e Expresso e participação no jornal Valor Econômico), Editora Globo (16 revistas), a Rádio Globo, a rádio CBN, o ZAP (portal de classificados online de atuação nacional) e a Globo.com (serviços e plataformas tecnológicas).

Num conglomerado tão grande de empresas, é claro que há oportunidades de trabalho para um produtor independente. Contudo, você dificilmente vai encontrar um anúncio para vaga de "produtor independente". Você vai encontrar vagas com outros nomes, para funções que um produtor independente pode desempenhar, como nas equipes de produção de TV, nas equipes artísticas de TV e também nas áreas de comunicação.

Se você está pensando em trabalhar lá, o primeiro passo é se aproximar. Dá uma passada no site e se cadastra (clique aqui). Há outras formas também de trabalhar lá. 



Gostou do conteúdo? Comente para pessoas que tenham interesse no tema e divulgue no seu mailing e redes sociais, obrigado!


Cadastre-se para receber conteúdos enviando seu e-mail para alebarreto@gmail.com



*************************************


Acompanhe pelas redes sociais




Visite as páginas 

https://www.facebook.com/ProdutorIndependente/

https://www.facebook.com/blogprodutorindependente/


Participe do nosso grupo
https://www.facebook.com/groups/140209426161752/


Acompanhe o Twitter
https://twitter.com/alebarreto



*************************************



* Para Alexandre Barreto disseminar conhecimentos e atuar em redes são boas formas de se realizar mudanças. Em 2006 formou-se em Administração de Empresas e criou o blog Produtor Cultural Independente. Compartilhou seu primeiro livro Aprenda a Organizar um Show na internet, acessado por mais de 26 mil pessoas, e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde trabalhou com artistas, ações, projetos e com organizações da sociedade civil como Grupo Nós do Morro, Instituto Ensaio Aberto (Armazém da Utopia), Observatório de Favelas e a Orquestra de Câmara da Rocinha, das quais continua parceiro. Desde 2009 realiza também ações formativas. Seus textos, cursos, workshops e palestras têm inspirado muitas pessoas no Brasil. Concluiu o MBA em Gestão Cultural e está divulgando Carreira Artística e Criativa, seu segundo livro, é mais um fruto da relação amorosa e duradoura que tem com o universo artístico e da parceria com a Associação Brasileira de Gestão Cultural. Saiba mais

Nenhum comentário: